Quinzena do cliente: Se um dia já seria bom, imagina uma quinzena inteira de descontos. Utilize ainda o Cupom promocional: CLIENTEDEZ e aproveite!
carrinho 0item(s)

Cartões de crédito e milhas aéreas

Oi gente, estamos de volta depois de um tempo sem postagens...

O tema de hoje envolve um instrumento aperfeiçoado por Frank MacNamara,em Nova Iorque, na década de 1950, com a criação do The Diners Club, atualmente denominado Diners Club Internacional "cartão de crédito e milhas aéreas".

Há pessoas que tem muito preconceito com o papel de plástico, uma vez que seu uso descontrolado pode fazer com que seu usuário tenha grandes problemas na ordem financeira, mas se você é uma pessoa consciente com seu dinheiro, o cartão de crédito será um grande aliado para as tão sonhadas viagens.

Se você é louco por viagens e ainda não usa cartão de crédito, pagando tudo em dinheiro ou no débito, este texto é para você!

Particularmente, após um primo querido me contar que pagava até as contas de água e energia elétrica com o cartão de crédito, passei a utilizá-lo para comprar de balinhas até eletroeletrônicos e serviços educacionais como o cursinho para concurso.

Depois de um tempo, comecei a acumular pontos no cartão de crédito suficientes para transferir para o meu programa de milhagens preferido, o Smiles - vinculado à Gol, daí para frente, venho viajando mais e mais, daí começaram as perguntas dos amigos seguros, que sempre pagam tudo no débito.

Como funcionam os programas de pontos de cartões de crédito e milhas aéreas surgem de que forma?

Bem, para responder isso, primeiro você deve entrar em contato com a instituição bancária em que você possui uma conta, mas não necessariamente precise ter uma conta corrente vinculada ao Banco. Por exemplo, eu utilizo os serviços do Itaú, mas além de ter cartões de crédito do Itaú, tenho também um cartão Santander - vinculado à Smiles, ou seja, todo o valor que eu compro se transforma automaticamente em milhas daquele programa de milhagens; possuo, ainda, um Diners Club, recentemente convertido ao Credicard, já que as operações do Diners se encerraram no Brasil, após o Itaú ter comprado as operações nacionais do Citibank.

Entrando em contato com a instituição financeira, eles perguntarão acerca da sua renda mensal, é com base nela que você saberá qual o tipo de cartão de crédito que melhor se encaixa em seu padrão.

Existem cinco modalidades, sendo o cartão nacional o mais comum e, por conseguinte, tem anuidade mais baixa, é destinado apenas para compras no Brasil. O cartão internacional tem as mesmas funcionalidades do nacional, mas você poderá fazer compras no exterior com ele.

 

Há, ainda, os cartões gold, platinum, black/infinite.

 

Os cartões Gold se destinam àqueles com renda de R$ 2.500,00, com anuidade por volta de R$ 300,00. Com ele, você poderá acumular pontos a serem trocados por milhas aéreas, mas também por produtos de sites parceiros, podendo, também, vender seus pontos para agências de viagens online, como a Max Milhas.

O cartão Platinum, para rendas de R$ 6.000,00, possuem anuidade de R$ 450,00, em média. A pontuação por dólar gasto é melhor que a do cartão Gold, além disso, você conta com serviço de concierge pelo próprio cartão, tem seguro viagem caso compre as passagens com ele, entre outras funcionalidades. No caso do Credicard Exclusive Platinum, tenho direito à salas vips em viagens nacionais e internacionais.

Por fim, o cartão Black/Infinite, para rendas superiores a R$ 15.000,00, ou com a ajudinha de seu gerente do banco (no meu caso), tem anuidade mais salgada, entre R$ 800,00 e R$ 1.200,00, com a melhor conversão ponto por dólar gasto, dá acesso à Salas Vips, seguros, concierge e uma infinidade de vantagens interessantes, como a do limite de crédito flexível.

Lembrete importante: normalmente você poderá parcelar o valor da anuidade.

Escolhendo o cartão de crédito que se adequa à sua realidade e sua proposta sendo aprovada pela instituição financeira, você receberá seu cartão em alguns dias em casa, desbloqueando-o, é só correr para o abraço/compras, de forma consciente! Rs.

Fica a advertência de quem já teve problemas seríssimos, não importa o grau de amizade, nunca, jamais, em hipótese alguma, empreste seu cartão de crédito para ninguém, a não ser que você tenha disponibilidade de, em uma emergência, arcar com a dívida alheia sem que isso abale sua condição financeira.

Após alguns meses de acúmulo de pontos do cartão de crédito, verifique a possibilidade de transferência destes pontos junto ao seu programa de milhagens de preferência. Há hipóteses em que você consegue transferir os pontos a partir de 5.000, noutros casos, a partir de 20.000. Fique sempre de olho, para não deixar seus pontos expirarem sem utilização, seja com milhas aéreas, produtos e serviços ou na venda dos pontos.

Dica importante: faça uma planilha de gastos para melhor controle, principalmente se você for do tipo que gosta de parcelar as contas à perder de vista.

Seja consciente e feliz, aproveitando as vantagens da utilização do cartão de crédito, principalmente aquela que todos nós gostamos... Milhas aéreas!

Há alguma dúvida sobre o tema? Escreva-nos ;)

Abraços,

Jessica Lins, 32 anos, Advogada Licenciada, Servidora Pública do Estado de Goiás, viajante QUASE profissional, uma Cidadã do Mundo ;)

← Artigo Anterior Próximo Artigo →

Deixe uma resposta