PROMOÇÃO IMPERDÍVEL: Malas Travelux a partir de R$ 198,99 (padrão Anac) e Conjunto de Malas a partir de R$ 369,90 . Utilize o cupom promocional BLACKNOVEMBER e ganhe ainda mais desconto em todo o site. Aproveite!
carrinho 0item(s)

Enfim, o paraíso de Porto de Galinhas

porto de galinhasDesde que comecei minhas andanças, ouvia amigos e conhecidos dizendo sobre as maravilhas de Porto de Galinhas, por isso, meu desejo para conhece-lo é antigo.

Com férias marcadas, fiz um chamado pelo Facebook, procurando por pessoas legais que tivessem interesse de me acompanhar... duas amigas surgiram e eis que decidimos as férias: iríamos conhecer Recife, Olinda, Porto de Galinhas, Tamandaré - Praia dos Carneiros, Maragogi e Maceió... com um roteiro de perder o fôlego. Reservamos a pausada (hotel) no Porto de Galinhas pelo Booking e alugamos um carro pela Movida.

Chegamos em Recife no meio do carnaval... mas isso será tema de um dos próximos textos.

Hoje, finalmente, posso lhes escrever desde uma pousada acolhedora em Porto de Galinhas, o que mostra que todo sonho pode ser realizado.

Do Recife para a Praia de Porto de Galinhas são 65 km, levamos cerca de uma hora e meia para chegarmos à Ipojuca, município que abriga nosso destino de hoje.

Reservamos um quarto triplo na Pousada Maravilla, na Rua do Pantanal Dois... não fica bem no centrinho da Vila mas é bem próxima, tem preço convidativo, café da manhã preparado com carinho pelas funcionárias do local, com ar condicionado novo e proprietários pra lá de atenciosos.

Chegando à Porto de Galinhas, descobrimos que a origem desse nome se deve à venda de escravos de forma clandestina no século XVIII, eles chegavam embaixo de engradados de galinhas d'angola e eram anunciados com a seguinte frase: "Tem galinha nova no Porto", à época, Porto Rico.

Logo que passamos pela entrada da cidade, fomos abordadas por um senhor muito simpático, Seu Ciro, que ofereceu estacionamento próximo à praia por R$ 5,00 (o dia), além de atender em uma barraca bem localizada na praia, a barraca da Dona Edina. Caso você consuma bebidas ou refeições, não há cobrança pelo aluguel das cadeiras e do guarda Sol. O atendimento da barraca é excelente mas como em toda praia, o preço é tão salgado quanto a água do mar.

As águas de Porto de Galinhas são mornas e a vontade é de passar o dia todo no mar... mas sempre lembrando de beber água e passar filtro solar, já que o Sol nordestino não perdoa ninguém! (eu já estou fazendo uso do meu Calamed - para queimaduras... rs)

Na Praia de Porto de Galinhas, você será "convidado" a comprar todo o tipo de produtos alimentícios, de vestuário e de arte pelos ambulantes locais.

centrinho vila Porto de GalinhasTerminamos o primeiro dia nas ruas do comércio no centrinho da Vila, que contam com um Centro de Artesanato bem legal, onde é possível comprar lembrancinhas de galinhas para todos os gostos, de panos de prato, bolsas até os biscuit.

Há diversos restaurantes e lanchonetes na Vila, para todos os gostos, de carne à saladas, waffles, crepes, churros, pizzas e sorvetes... Optamos por um lugar chamado Bubble's, que vende waffles doces e salgados bem gostosos.

Seguimos para a Rua do Porto Cult, onde acontecem shows de entretenimento local.

 

ilha de Santo AleixoNosso primeiro passeio pelos arredores de Porto de Galinhas foi a Ilha de Santo Aleixo, que pode ser visitada diariamente por 300 pessoas. O serviço de lanchas para a travessia é feito por duas empresas, a Santo Aleixo Tour e a Monteiro.

Agora segue a dica master sobre o trajeto!

Muitos vendedores irão te oferecer passeios dos mais diversos, desde ir passar um dia em Recife ou Maragogi, passeio de Buggy, etc... No caso da Ilha de Santo Aleixo, o preço que conseguimos foi de R$ 120,00 por pessoa, eles buscam os clientes em van no hotel e levam até o passeio.

santo aleixo tourCaso você esteja viajando de carro e entre família ou amigos, o melhor meio de conhecer a Ilha é indo até lá por conta própria. Santo Aleixo fica na cidade de Barra de Sirinhaém, levamos cerca de uma hora para chegar até lá... A estrada possui trechos com muitos, muitos buracos na pista, mas vale a pena a emoção, pela economia. Na cidade, há funcionários das empresas de transporte que te acompanharão até a base para pagamento de R$ 60,00 (por pessoa) pela travessia de ida e volta, com direito à cadeiras, guarda Sol, caiaque e uma trilha com a história da Ilha, que leva o nome de um navio francês naufragado por ali.

Há dois pontos a se visitar na Ilha de Santo Aleixo, de um lado da praia há muitos ouriços, pedras e corais, o que dificulta andar nas águas tranquilas, do outro lado, uma gigante piscina natural que também possui corais, onde é possível fazer snorkeling.

Às 16h, todas as cadeiras devem ser desmontadas, por isso, o passeio não passa deste horário. Nós chegamos na primeira lancha às 9:30h e partimos na primeira lancha de volta às 14:30h.

A região é fiscalizada pelo IBAMA e Marinha. É um passeio mega agradável e o valor do almoço é mais ameno do que nas barracas da praia de Porto de Galinhas.

Pela mesma estrada que fomos para Barra do Sirinhaém, segue-se também para a Praia do Serrambi, Praia dos Carneiros e Maragogi.

Pontal do MaracaipeAo voltarmos, terminamos o dia no Pontal de Maracaipe, que é outra praia de Ipojuca, famosa pelo maravilhoso por do sol.

Para quem vai de carro até o Pontal, o valor do estacionamento mais barato por lá é de R$ 10,00 para o dia todo. Como chegamos apenas para o por do Sol, conseguimos pagar a metade do preço.

A ida para o Pontal é feita pelo Mangue, é possível atravessar com a água baixa (pesquise a taboa da maré), no fim do dia, a água bate na cintura de uma pessoa mediana... por isso, é válido fazer a travessia em uma pequena balsa, onde se cobra R$ 5,00 pelo trajeto de ida e volta.

O entardecer, até com o tempo nublado, que foi o caso de ontem, é um espetáculo fantástico. Vale a pena!

À noite, fomos ao Porto Mix, um restaurante de frutos do mar e pizzas que funciona das 9h às 22h. É bem amplo e com atendimento sensacional... no nosso caso, nosso anfitrião foi o garçom Félix, uma simpatia! Comemos camarão à cubana por um preço mais em conta do que nas barracas da praia, com o detalhe que o restaurante fica de frente ao mar...

piscinas naturaisHoje, enquanto escrevo para vocês, minhas amigas estão fazendo o passeio de jangada para as piscinas naturais... Aproveito para escrever enquanto me recupero de uma torção no tornozelo bem feia de ontem a noite (cuidado com possíveis buracos nas calçadas de Porto de Galinhas... as ruas não são tão iluminadas pela noite).

O passeio de jangada às piscinas naturais tem a duração de 1h, os jangadeiros cobram R$ 30,00 ida/volta.

Logo mais, iremos até a Praia de Muro Alto, na qual há diversos restaurantes à beira mar... porém, menos vendedores de praia... Caso queira, você pode comprar comidas e bebidas no mini mercado ou no posto de gasolina.

O certo é que deve-se organizar a visita com as bebidas e petiscos, não se esquecendo de recolher todo o lixo produzido e descarta-lo em local apropriado!

Registremos, ainda, que a praia dos surfistas é a Praia de Maracaipe, com boas ondas... O Pontal fica logo ao lado, para curtir um por do Sol fantástico.

Projeto HippocampusExiste em Porto de Galinhas o Projeto Hippocampus, para cultivo e preservação de cavalos marinhos. O preço para visitação é acessível, você irá conhecer aquários com cavalos marinhos e peixes... o tempo médio da visita é de trinta minutos.

Atenção às comodidades bancárias... em Porto de Galinhas há caixas eletrônicos da rede 24 horas, uma Caixa Econômica Federal e uma Lotérica...

Por fim, uma dica que ainda não aproveitamos é o Giroskka Bar, um ambiente à beira mar, que inicia os trabalhos às 13 horas, com música ao vivo... Pela fala dos locais: o preço médio está acima do convencional... mas vale a pena para curtir.

Pois bem, seja de onde for o turista, todos merecem conhecer essa região de belezas naturais exuberantes... seja de buggy ou a pé... apenas vá! E se tiver dúvida sobre o que levar na bagagem de mão, leia-nos.

Tenham uma ótima viagem e até a próxima...

 

jessviajaJessica Lins, 32 anos, Advogada Licenciada, Servidora Pública do Estado de Goiás, viajante QUASE profissional, uma Cidadã do Mundo ;)

 

 

← Artigo Anterior Próximo Artigo →

Deixe uma resposta